quarta-feira, 17 de Outubro de 2012

Pontos nos ii


"Caro Aly, agradeceia, mas uma vez o favor de publicar esta minha mensagem.
 
Perguntas para responder.
 
Os recentes acontecimentos na Guiné-Bissau impõe que cada um de nós dê a
sua contribuição para o bem do País, seja você intelectual, operário, lavrador,
militar, polícia, etc.
 
É necessário, pôr os pontos nos "iii"; olhar-nos olhos nos olhos, sem medo nem vergonha
de quem quer que seja. Só assim sairemos deste buraco que alguns malditos filhos deste
País nos colocou.
 
Não é possível que no pleno século XXI o desenvolvimento do País continue a ser condicionado por certas pessoas que por uma simples questão de ambição pessoal, de tribalismo, de ódio, fazem tudo para afundar este lindo País e as ambições deste martirizado povo.

Quem não sabe que o motivo do golpe de estado de 12 de Abril é apenas afastar Carlos Gomes Júnior do Poder e inviabilizar as eleições presidências que foram consideradas justas e transparentes a luz da comunidade internacional?

Quem não sabia que desde o dia de apresentação de candidatura, o candidato Carlos Gomes Júnior tinha 90 porcento de probabilidade de vencer?

Quem não sabia ou não sabe que o candidato Koumba Ialá, mesmo concorrendo com um chinês naturalizado guineense perderá qualquer eleição? - Só consegue vencer aquelas que se realizam no seio do PRS.

Quem não sabe que António Injai tem fortes ligações com Koumba Ialá(não se sabe por razões étnicos ou familiares) e que está na linha de frente daqueles que a todo o custo querem fazer o barrete vermelho voltar ao poder?

Quem não recorda das recentes e constantes declarações de António Injai em relação a pessoa de Carlos Gomes Júnior? Ameaças de morte - "Si Cadogo Ka tira manifestantes na estrada n'na matal"; acusações caluniosas - "El i matadur, i mata manga de djintis".

Que militantes/activistas estava a referir Koumba Ialá quando ameaçava meter na rua seus militantes para vigiar quem teria a coragem de iniciar a campanha eleitoral para a segunda volta das eleições presidencias?

Não terá havido ligação entre as declarações de Koumba Ialá e o levantamento de 12 de Abril? Somos daqueles que respeita o principio que considera qualquer pessoa inocente enquanto a setença não transitar em julgado, mas isto não nos tolhe a liberdade de interrogar certos actos que achamos estranho, sem querer considera-los como factos provados.

Afinal quem manda neste País? Serifo Nhamadjo? António Injai? ou Koumba Ialá?
 
Se o que se quer é a descoberta da verdade em relação ao vários casos que aconteceram no país, faria sentido nomear como Procurador Geral da República uma pessoa que sempre acusou ou defendeu a parte acusadora quando se trata de processos(se é que existe processo)relacionados com Carlos Gomes júnior.

L."