segunda-feira, 31 de Outubro de 2011

Feito: 1.000.018 visitas ao blog!!! Obrigado a todos.

Tremer não posso, enganar não quero, curvar-me então... não me digno. AAS

Adeus, 'Lito' Ramos

Leonel Ramos estava internado em Londres, onde teve alta. Estava no aeroporto para apanhar um voo com destino a Lisboa, onde o esperava um irmão que vive em Bissau e que já não via há algum tempo.

Este ainda tentou demovê-lo: "deixa estar, que eu vou a Londres. Tens que recuperar". Nada. O 'Lito' queria apenas ir ter com o irmão mais velho, ver os dois irmãos mais novos, e a Mãe.

Já no aeroporto, dá-lhe uma crise tendo sido prontamente atendido por uma equipa médica, que de seguida o conduziu, numa ambulância, para o hospital onde viria a falecer. Leonel "Lito" Ramos tinha 48 anos de idade e deixa três filhos. AAS

999.052...quase a chegar. AAS

Veja qual o seu número - entre as 7 mil milhões de pessoas - no Planeta Terra:

Consulte AQUI

Despacha-te...e paga!

despacho SET 1

IMPORTADORES e EXPORTADORES, contactados pelo Ditadura do Consenso, prometem «guerra sem quartel» a este despacho que dizem ser «mais um imposto para sobrecagrregar o empresariado». Alguns consideram-no mesmo como sendo «um roubo descarado». AAS

despacho 2

998.386 - o número, até agora, dos meus leitores. Hoje mesmo atingirá o MILHÃO. AAS

7.000.000.000 - o número da população mundial. AAS

domingo, 30 de Outubro de 2011

Morreu hoje Leonel 'Lito' Ramos, depois de uma crise num aeroporto em Londres. Condolências à familia enlutada. AAS

Também tenho o direito a coçá-los...ou não?

Está claro que desde 5a feira o blog tem andado 'vazio'. Claro está que acontece e coisa e tal, e, como que num passo de mágica, tudo acontece. Assim, amanhã, pago ccom juros. Teremos três senhores assuntos, a saber:

- Mais um bebé morre (depois de a Mãe ter dado entrada 48 hrs antes...). Negligência? No novíssimo hospital Militar;

- Um despacho do Secretario de Estado dos Transportes, José Carlos Esteves, promete guerra sedm quartel por parte dos exportadores e importadores. Contra o Governo;

- Militares afectos ao batalhão da Presidência da República, encheram de porrada, primeiro o guarda, e depois, a alguns funcionários. Tudo porque foi apanhado um ladrão no INDE. E era militar...

Ah, esta semana Ditadura do Consenso chega ao MILHÃO de leitores! A 'coisa' já vai nos 997 518... Não é obra, não. Nem por sombras...prima a tecla 2, e fale em directo com o senhor Cadogo, esse sim, o mestre-obras! AAS

quinta-feira, 27 de Outubro de 2011

A eficácia - segundo o compadre...

O ministro da Justiça da Guiné-Bissau garantiu hoje que o país "está longe de pode fazer face com eficácia ao tráfico de drogas, com os meios que possui", ainda que o território seja hoje menos utilizado no tráfico transatlântico.

Adelino Mano Queta falava na cerimónia que marcou o início de uma reunião do WACI - Iniciativa para a Costa Oeste Africana (West African Coast Initiative, no original), que junta os esforços de quatro países na luta contra o tráfico de droga e o crime organizado.

A reunião do Comité Consultivo (a primeira) é presidida pelo director executivo do Escritório das Nações Unidas contra as Drogas e o Crime Organizado (UNODC), Yury Fedotov, que hoje está em Bissau onde tem também encontros com as autoridades locais. AAS

Cerca de 400 pessoas inscreveram-se para a mini-maratona MTN/FAGB. AAS

Banco Mundial tem nova directora de operações para a Guiné-Bissau

vera songwe banco mundial

Vera Songwe foi nomeada Directora das Operações para o Senegal, Cabo-Verde, Gâmbia, Guiné-Bissau e Mauritânia, com residência em Dakar, Senegal. De nacionalidade Camaronesa, Vera Songwe entrou para o Banco Mundial em 1998 como Jovem Profissional na Região Este Asiático e Pacífico. Ela trabalhou em diferentes países e regiões, incluíndo Cambodja, Marrocos, Tunísia, Malásia, Mongólia e Filipinas. As suas mais recentes atribuições no Banco Mundial foram as de Conselheira da Directora-Geral, Ngozi Okonjo-Iweala.

Segundo a Obiageli Ezekwesili, “Vera Songwe traz para o posto de Directoria uma combinação única e extraordinária de sólidas experiências analíticas e de terreno assim como capacidade de liderança, advindas de trabalhos realizados ao nível da corporação, país e sectores."

Na sua nova posição, as principais prioridades da Directora das Operações (ou Directora País) serão: (i) trabalhar em estreita colaboração com os governos e grupos alvos nacionais - incluíndo o sector privado e a sociedade civil – para elaborar e implementar políticas inovativas de crescimento; (ii) trabalhar com as equipas do Grupo do Banco Mundial e parceiros no sentido de apoiar na criação de parcerias e mobilização de recursos; e (iii) liderar e apoiar os funcionários na implementação das prioridades da Estratégia da África assim como prioridades corporativas relevantes do Grupo do Banco Mundial.

Vera Songwe foi seleccionada para o posto através do processo competitivo de selecção de directoria do Banco Mundial. A sua nomeação começa a vigorar a partir de 14 de Novembro de 2011.

Provas de...nada!

PROVA: 1

GETA 1

PROVA: 2

geta2

quarta-feira, 26 de Outubro de 2011

Ai, que me dá um treco

Obcecado com burro vai a tribunal por fazer sexo com animal.

Um homem natural do Zimbabwé foi detido no passado domingo em Zvishavane (sul da capital Harare) por ter feito sexo com um burro, mas ele defende-se dizendo que esteve com uma prostituta que se transformou no animal.

Sunday Moyo contou ao tribunal que contratou uma prostituta por 18 euros e que ela durante a noite se transformou num animal: "Eu contratei uma prostituta numa discoteca na baixa da cidade e não sei como ela transformou-se num burro."

Moyo, de 28 anos, foi acusado de bestialidade (acto sexual entre um humano e um animal) e o tribunal exigiu que ele fosse submetido a testes psiquiátricos, segundo o jornal ‘New Zimbabwe'.

A luta continua

Ontem, a sala três do Cinema São Jorge, apesar de ter umas quantas cadeiras vazias, contava com uma plateia atenta e interessada, da qual faziam parte o realizador Tobias Engel e Josefina Cabral, viúva de Luís Cabral – guia do movimento pela libertação e um dos responsáveis pela criação do PAIGC (Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde).

Labanta Negro!”, do italiano Piero Nelli, filmado em 1966, e “No pincha!”, dos franceses Tobias Engel, René Lefort e Gilbert Igel, filmado em 1970, debruçam-se ambos sobre a luta armada pela libertação dos territórios nas antigas colónias portuguesas na Guiné-Bissau. São diários cinematográficos que retratam o combate contra o colonialismo e pela independência e que dão a conhecer uma perspectiva de uma experiência marcante não só para a Guiné-Bissau como também para a história do povo português.

No primeiro documentário da sessão, “Labanta Negro!”, são mencionados diversos aspectos da vida dos africanos que sofrem as consequências do colonialismo. Fala-se do analfabetismo (que chegava aos 99% naquela altura), das mortes durante as greves (devido ao facto de não ser concedido o direito a reivindicações sindicais), dos ferimentos em civis provocados por balas ou minas, e da convivência lado a lado entre o ambiente de guerra e a actividade militar e a tentativa de reestruturação de uma sociedade civil. Mas, mais do que isso, este filme demonstra que a exploração colonial já não era vivida passivamente.

Seguiu-se o documentário “No Pincha!” – obra recuperada pela Cinemateca Portuguesa – que mostra a posição da Europa em relação à luta na Guiné-Bissau e clarifica o facto de que, para o povo guineense, a questão não se tratava de combater contra os portugueses, mas sim acabar com a dominação colonial, lutando pela paz e pelo progresso. E nesse povo até uma criança percebe que a felicidade advém da liberdade e o tamanho da importância de ser dono das suas próprias coisas. “Nós não odiamos nem ensinamos a odiar os portugueses, mas queremos independência”, é uma das frases que marcam neste filme.

Nestes dois documentários as imagem têm uma força desmedida e transportam, aliadas à história que contam, um forte carga emocional. A certa altura em “Labanta Negro!” ouvimos dizer algo como “a guerra também é cansaço, é cansaço de viver mal, é cansaço de ganhar coragem” e esses sentimentos são transpostos para fora da tela. São dois documentários sobre coragem, tenacidade e esperança.

Rita Areias

Condenação ou incentivo?

O Tribunal Regional de Bissau condenou hoje a cidadã caboverdiana MARIA SOUSA VEIGA a uma pena efectiva de 4 anos de prisão, por tráfico de droga. A ré agora condenada foi detida no aeroporto 'Osvaldo Vieira', proveniente do Brasil - e em trânsito - com 3 quilos de cocaína.

Porém, pouco mais de um ano de prisão por cada quilo de droga...parece-me um incentivo ao tráfico. Ou não? Que me dizem, pá? AAS

Agora, algo completamente diferente: a crise em Portugal

crise portugal

ALUNO TIRA 20 EM QUÍMICA.

Seja quem for que escreveu isto, aluno ou não, merece um vinte.

Na prova do Curso de Química, foi perguntado:

- Qual a diferença entre DISSOLUÇÃO e SOLUÇÃO?

Resposta de um aluno:

- Colocar um dos POLÍTICOS PORTUGUESES num TANQUE DE ÁCIDO para que DISSOLVA é uma DISSOLUÇÃO. Colocar TODOS é uma SOLUÇÃO!*

E completou:

"Se se LIOFILIZAR, teremos o mais puro Extrato de Pó de Merda do mundo!"

i pobre

Greve de enfermeiros arranca hoje e dura três dias

O Sindicato Nacional de Enfermeiros e Técnicos de Saúde (SINETSA), inicia hoje uma greve por um período de três dias, por incumprimento do Governo ao não pagar uma dívida de cerca de 140 mil euros, acordado em abril último, disse o SINETSA.

O sindicato diz, entretanto, que vai cumprir os serviços mínimos que a lei prevê. Quantas mais mortes assistiremos por estes dias? AAS

terça-feira, 25 de Outubro de 2011

Uma questão que ultrapassa a percentagem

"O passado longínquo, recente, o presente (quiçá o futuro...) da Guiné-Bissau, são o reflexo da seguinte situação exemplificativa,caricaturada: Se colocarmos num quarto fechado um elefante e uma galinha e, se no dia seguinte encontrarmos um ovo; Se perguntarmos a totalidade dos Guineenses que habitam o planeta Terra a quem pertence o ovo, a minha convicção é que as respostas serão as seguintes: 99% dirão que não sabem; 0,9% dirão que o ovo é do elefante e, apenas 0.1% dirão que o ovo é da galinha... Pense nisso.

Epifânio Có"

UNIOGBIS + 1 ano

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, quer que o Conselho de Segurança prolongue o mandato da operação da organização na Guiné-Bissau (UNIOGBIS) por mais um ano, até ao final de 2012, para prosseguir os esforços de estabilização do país. O mandato da UNIOGBIS, recorde-se, expira a 31 de dezembro deste ano, e Ban Ki-moon recomenda ao Conselho de Segurança, em relatório a que a agência Lusa teve acesso, a continuação da missão por mais um ano para "continuar a implementar a sua agenda de pacificação, em apoio dos esforços nacionais para alcançar uma estabilidade de longo prazo".

"Se o seu mandato for prolongado, a UNIOGBIS continuará a trabalhar de perto com as autoridades da Guiné-Bissau e parceiros internacionais, com foco particular na aceleração da implementação de reformas nos setores de Defesa, Segurança e Justiça", refere Ban Ki-moon. AAS/Lusa

Chover no molhado

queixa cadogo

sábado, 22 de Outubro de 2011

Anúncio de graça

advertencia

Para fugir deste governo, só a esta velocidade!

vertigem
FOTO: AAS

Será que o primeiro-ministro vai pedir que Khadaffi seja enterrado na Guiné-Bissau? AAS

sexta-feira, 21 de Outubro de 2011

A não peder. Promete sabura

clara di sabura

Duas mortes num dia assim (feedback)

"Quando, há uns tempos atrás entrei na ala da maternidade do hospital Simão Mendes para confortar uma amiga que havia perdido o bebé, e vi o acesso aos Wc's tapado com blocos para evitar o acesso mas não o cheiro nauseabundo, quando vi salas apinhadas com esponjas no chão onde vegetam mães e recém-nascidos, onde as ventoinhas não funcionam porque o gerador não trabalha, onde os mosquiteiros deixam passar jagudis, onde pessoal hospitalar pede dinheiro a familiares e amigos como se fossem polícias de transito, nessa altura pensei que o novo ministro da Saúde, pelo facto de ser médico, e penso que ex-director do hospital, iria mudar as coisas. Afinal constato que a unica coisa que mudou, se é que mudou, foram as moscas...

M.M."

Malam Bacai, rói-te de inveja!!!

guebuza dance

Presidente moçambicano, Armando Guebuza e a mulher, apanhados num momento de dança - Kuduro? Milindru? Ao fundo, Graça Machel abre a boca de espanto

Afinal, qual deles foi morto?

Muammar Khadafi era uma figura enigmática, que a Vanity Fair descreveu como "vilão da moda", com influências de Lacroix, Liberace, Phil Spector (no cabelo), Snoopy e Idi Amin. Mas se parece fácil catalogar os diferentes estilos das suas vestes, o seu nome permanece um indecifrável mistério.

A Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos, por exemplo, regista 32 grafias diferentes:

(1) Muammar Qaddafi, (2) Mo'ammar Gadhafi, (3) Muammar Kaddafi, (4) Muammar Qadhafi, (5) Moammar El Kadhafi, (6) Muammar Gadafi, (7) Mu'ammar al-Qadafi, (8) Moamer El Kazzafi, (9) Moamar al-Gaddafi, (10) Mu'ammar Al Qathafi, (11) Muammar Al Qathafi, (12) Mo'ammar el-Gadhafi, (13) Moamar El Kadhafi, (14) Muammar al-Qadhafi, (15) Mu'ammar al-Qadhdhafi, (16) Mu'ammar Qadafi, (17) Moamar Gaddafi, (18) Mu'ammar Qadhdhafi, (19) Muammar Khaddafi, (20) Muammar al-Khaddafi, (21) Mu'amar al-Kadafi, (22) Muammar Ghaddafy, (23) Muammar Ghadafi, (24) Muammar Ghaddafi, (25) Muamar Kaddafi, (26) Muammar Quathafi, (27) Muammar Gheddafi, (28) Muamar Al-Kaddafi, (29) Moammar Khadafy, (30) Moammar Qudhafi, (31) Mu'ammar al-Qaddafi, (32) Mulazim Awwal Mu'ammar Muhammad Abu Minyar al-Qadhafi.

Em 1986, o coronel respondeu a uma carta enviada por uma escola do Minnesota (EUA), clarificando que a maneira correcta de escrever o seu nome é Moammar El-Gadhafi. A dúvida ficaria resolvida se o seu “site” oficial não o identificasse como Muammar Al Gathafi... AAS

Duas mortes num dia assim (feedback)

"Aly,
Adorei o texto...mas o conteúdo demonstra que a Guiné- Bissau em nada evoluiu...como é possível...talvez para a maioria o mais importante seja mesmo colocar semáforos e construir palacetes, quando o básico, o essencial, está por fazer...enfim!

A. Correia
"

M/N: Se não formos capazes de lutar pela liberdade dos nossos concidadãos, pela vida de cada um, de maneira aberta e agressiva, de que mais nos poderemos orgulhar? Beijinho e obrigado, AAS

quinta-feira, 20 de Outubro de 2011

Duas mortes num dia assim

O Profeta convida a viver e ele próprio vive a solidariedade no sofrimento (Génesis 8, 18-23)


MotherAfrica

Um amigo, a quem dei hoje um abraço comovido, logo pela manhã, deu-me uma notícia terrível. Uma notícia que noutras partes do mundo há muito não sao dadas. Disse-me: «Tens que escrever alguma coisa sobre isto, sobre uma mulher que morreu no passado sábado no hospital Simão Mendes por não ter 50.000 fcfa (pouco menos de 100 euros) para o parto»; e acrescentou, metendo a voz para dentro - «é terrível

Lembro-me apenas de ter desviado o olhar e fixado o chão de pedra duro e frio que pares de pés atravessavam àquela hora. Senti-me esmagado pela dor e imaginei então a tragédia em tons nunca antes visto. Imaginei dois corpos, um deles aberto abaixo do umbigo, e um outro, recém-nascido, que jaz ao lado da sua Mãe. Imaginei que o tivessem colocado entre os braços dela, seria bom. Imaginei os corpos envoltos num lençol branco. Uma espécie de conforto na morte, como nunca sequer tiveram em vida.

Senti-me esvaído ainda que a hemorragia não fosse minha. Senti depois as pernas a tremer, depois deixei de senti-las; tinha a língua empastada, as mãos a suar, o estômago apertado. Horas depois, imaginei aqueles dois corpos sem vida, o cheiro do sangue já coagulado e impregnado no reboco dessa sala, a luz baça e a sala meio escura e cheia de humidade. Imaginei aquela Mãe, durante essa gravidez. Talvez consumira meses a fio em trabalho duro. Talvez... A verdade é que nunca saberemos.

Imaginei duas mulheres, talvez a mãe, talvez a irmã, não sei, a caminho do hospital, abraçadas, caminham a cambalear, apoiando-se uma na outra. Talvez ainda acreditassem que a notícia não fosse aquela que elas mesmas já quase compreenderam - e conhecem muito bem. Ainda assim esperam que a notícia dessa morte tenha sido um erro, uma mentira no passa-palavra, um equívoco dos serviços hospitalares.

Acreditavam em tudo, menos na morte desse seu familiar cujo único crime residia em querer trazer ao mundo mais um ser humano; acreditavam, como se o simples facto de acreditar pudesse evitar a luta entre a vida e a morte que se travara horas antes naquela sala assaz escura, mas de certeza húmida. Venceu a morte. Duas vezes - sobre a vida.

E enquanto se aproximavam do hospital, a pressão arterial da esperança atinge o seu auge. Abraçam-se ainda mais, apertam-se quase sufocando uma à outra. Mas não há nada que possam fazer: estas mortes engrossarão uma vergonhosa estatística, os nomes da Mãe e do filho que nem chegou a sê-lo serão - se forem - impressas numa folha branca. Como se os guineenses fossem números. É terrível. AAS

"É triste, mas aconteceu", disse o PR Malam Bacai Sanha, reagindo às noticias de que Khadaffi esteja morto. AAS

Khadaffi terá morrido a caminho do hospital. AAS

Khadaffi terá sido capturado em Sirte, e estará ferido. AAS

quarta-feira, 19 de Outubro de 2011

George Wright: Assistência médica em casa

George Wright, o condenado pela morte, durante um assalto, de um comerciante e que esteve 40 anos em fuga e foi capturado recentemente em Portugal, sentiu-se mal e foi assistido, ontem, por um médico em Colares, Sintra, onde está detido na sua casa com uma pulseira electrónica, aguardando o processo de extradição pedido pelos Estados Unidos da América. AAS

A diferença está... no dedo!

guiné-bissau x angola (31)

Fotografia tirada no dia do jogo Guiné-Bissau x Angola...

Problemas, problemas...

Ditadura do Consenso apurou, junto de fonte fidedigna, que, afinal, a Geta-Bissau, ponta-de-lança e líder na oposição à direcção da Câmara do Comércio, Industria, Agricultura e Serviços, não pagou 150 milhões de fcfa na exportação que fez este ano da castanha do caju. E agora?... AAS

O documento que deu confusão

Foi este documento - onde assinam o Ministro do Comércio Botché Candé, e o presidente da CCIAS, Braima Camará - que trouxe toda a confusão entre alguns exportadores e a CCIAS.

Ditadura do Consenso conseguiu a prova em como o dinheiro saiu de facto do BDU, mas não foi para a conta do presidente da CCIAS, nem foi para pagar «dívidas» como se chegou a alegar: foi para o banco BAO, que ofereceu melhores juros (este montante rende milhões de Fcfa por mês). E cá está ele:

transferencia q deu confusao

Braima Camará ganhou: a batalha e a guerra

As acusações (infundadas) de que houve desvios de dinheiro do fundo de contribuição da castanha do caju, foi um chão que deu uvas como se pode constatar pelos depósitos a prazo colocados em todos os bancos comerciais a operar na Guiné-Bissau.

O ambiente tenso, pesado, que se viveu no Azalai Hotel, no último sábado, entre Braima Camará, presidente da Câmara do Comércio, Industria, Agricultura e Serviços (CCAIS), e alguns elementos da direcção (entre eles Jorge Mandinga) deixou sequelas que muito dificilmente se resolverão com palmadinhas nas costas: quem falhou deve assumir as suas responsabilidades. Para já, uma certeza: a de que vão rolar cabeças dentro da CCIAS.

Nessa noite, quando Jorge Mandinga foi para cumprimentar Braima Camará, este simplesmente esquivou-se furtando-se ao cumprimento. E tem o seu porquê. Há coisas que se toleram, porém, há outras em que é preciso agir-se. E depressa.

Ao ditadura do consenso - e a toda a imprensa - o presidente da CCIAS sempre foi dizendo que «não houve desvios de fundos» e que poria «todos os cargos à disposição». Mesmo assim, quase que se obrigou o ministro do Comércio, Botché Candé a justificar-se por três(!) vezes. O que acabou por acontecer.

Braima Camara diz-se «tranquilo» e a trabalhar «para a CCIAS e para todo o empresariado guineense». Contudo, adianta, «há medidas que urge tomar para acabar com o intriguismo dentro da CCIAS». E adverte os contestatário: «Os problemas da CCIAS são para serem falados dentro de casa». AAS

terça-feira, 18 de Outubro de 2011

Diferendo contribuição 50 Fcfa: Prova 2 de que não houve desvio algum

ecobank-brs ccias 1

Prova dos depósitos a prazo nos bancos BRS e ECOBANK.

Diferendo contribuição 50 Fcfa: Prova 1 de que não houve desvio algum

bao-bdu ccias2
Prova dos depósitos a prazo, nos bancos BAO e BDU

EXCLUSIVO: Supremo Tribunal de Justiça desautoriza PGR e dá razão à providência cautelar

pgr
Agora, aguarda-se pois por novo despacho...para dar como «sem efeito» as promoções!

Como enganar os clientes? A Orange sabe-a toda...

orange111
Desculpem lá ter de voltar à vaca fria, mas há coisas que não controlo... AAS

segunda-feira, 17 de Outubro de 2011

Que modelo de desenvolvimento pretendemos?

"Não é impossível, mas dificilmente certos países africanos, caso da Guiné-Bissau, conseguirão aproximar os seus índices de desenvolvimento económico e social à média de alguns países ocidentais. O facto é que toda a política económica do continente Africano (salvo raras excepções) está assente num modelo errado de desenvolvimento e sustentabilidade. Significa que não existe um historial de modelos de desenvolvimento, mesmo sendo certo ou errado.

Por um lado, assistimos a permanência ininterrupta, por períodos longos, de governação assente na imagem singular de um indivíduo, por outro, a participação cívica não se revela exigente sobre o tipo de modelo que se pretende. A Europa e América têm um historial de modelos económicos que presentemente faliu como todos sabemos, mas existe, claro que é discutível se está certo ou errado, depende das orientações políticas e económicas de cada um. Estes modelos foram desenhados ao longo dos anos, desde a revolução industrial à revolução tecnológica, passando por investimentos fortes em educação e formação. É um processo natural.

Vejamos a nossa situação!

É óbvio que precisamos de organizar o País, disso não existem dúvidas. Precisamos, antes de mais, de definir um rumo, ter uma visão clara e articular os objectivos e estratégias no plano das orientações políticas de desenvolvimento económico, social e cultural.

É necessário definir prioridades que passam essencialmente pela organização do território, pela escolha dos actores com consciência e ideologia política clara e coerente. Actores que privilegiem o bem comum, incentivem a participação e fomentem o empreendedorismo e a causa pública, tudo isso é da nossa responsabilidade como cidadão e como um povo.

A propósito, gostaria de vos demonstrar, através de um pequeno ensaio, as razões que me levaram a produzir este artigo e porque das minhas conclusões serem a introdução do texto e não o contrário.

Concidadãos, em Maio de 2008, o governo da Guiné-Bissau assinou com o Fundo Monetário Internacional um Memorando de entendimento sobre as Políticas Económicas e Financeiras que vem complementar o de Novembro de 2007 e a Carta de Intenções de 9 de Janeiro de 2008. O documento é uma Carta de Intenções do Governo da Guiné-Bissau na qual se descreviam as políticas que o país pretendia implementar no contexto da revisão da performance a “Assistência Emergencial Pós-Conflito e requisição da segunda compra referente a Assistência Emergencial Pós-Conflito do FMI”.

Na carta dirigida ao então Managing Director International Monetary Fund, Mr. Dominique Strauss-Kahn, o governo da Guiné-Bissau solicitava uma segunda aquisição do EPCA (Assistência de Emergência Pós-Conflito), num valor total de DES 1.775 Milhões. O governo acreditava que as políticas e medidas propostas no Memorando de Entendimento seriam adequadas para atingir os objectivos do programa.

Gostaria apenas de elencar uma dessas medidas e tentar explicar o impacto directo que tem em termos das finanças públicas e indirectamente o seu contributo em matéria de fomento à economia do País.

Cito o memorando: “como resposta às pressões dos preços dos alimentos e dos combustíveis, o Governo tomou medidas na área das finanças públicas, sobretudo a isenção de taxas de importação. Desde Março, os impostos sobre as importações de arroz foram temporariamente suspensos na sua totalidade. O Governo estabeleceu igualmente um preço de referência para calcular taxas de importação de arroz e gasóleo que está muito abaixo do preço de importação real. Espera-se que tais medidas venham aliviar o impacto dos elevados preços das importações, nomeadamente do arroz - base essencial da alimentação dos grupos mais vulneráveis, sobretudo da população urbana mais carenciada - mas haverá um custo financeiro ligado à perda de receita para o ano no seu todo”.

Caros concidadãos devem estar a perguntar que custos financeiros serão esses? Pois, o governo contraiu empréstimos comerciais de curto prazo no primeiro trimestre de 2008 que ascendiam a CFAF 4,7 mil milhões à taxa de juro efectiva de 15%. Uma parte da dívida (CFAF 2,2 mil milhões) foi paga mais um custo da dívida (juros e taxas) de CFAF 100 milhões, e o resto da dívida (CFAF 2,5 mil milhões) teria um custo adicional de CFAF 156 milhões. Ou seja, no espaço de poucos meses os juros e comissões de cobrança ascendiam cerca de CFAF 256 Milhões.

O efeito negativo desta medida é que os impostos sobre as importações ficarão abaixo das previsões do programa em cerca de CFAF 0,6 mil milhões (0,3 por cento do PIB), reflectindo as isenções fiscais nas importações de arroz. A insuficiência de receitas da importação de arroz em relação ao programado seria compensada pelo fortalecimento da arrecadação de impostos não ligados à importação durante o resto de 2008, provenientes de multas e licenças de pesca.

Evidências

Convém salientar o seguinte: na época de 1940 e inicio da década de 1970, a Guiné-Bissau era considerado celeiro de África Ocidental, o sector primário desempenhava um papel importantíssimo na economia nacional, grande parte da produção de arroz destinava-se à exportação, como produto transaccionável.

Actualidade: De acordo com as contas nacionais (dados de 2006, Fonte INE), o sector de actividade com maior peso na economia da Guiné-Bissau é o sector primário, que representava cerca de 52,22% do PIB Nacional, sendo agricultura e pesca a actividade com maior expressão. O sector secundário (indústria e construção) representava cerca de 12,83% e Sector terciário (comércio e serviços) com cerca de 34,95%.

A produção agrícola (de acordo com os dados do INE referente ao ano de 2006) foi de 274 Mil toneladas, sendo que o arroz (paddy) representava cerca de 38,7% e castanha de caju cerca de 35,5%.

Ainda, de acordo com os dados do INE (2006), a pesca artesanal representava cerca de 93,3% e pesca industrial cerca de 6,7%, no universo de 30.000 Toneladas capturadas.

Este é o panorama que serve de análise e interpretação dos dados disponibilizados no site do INE e que gostaria de fazer um breve paralelismo com o memorando de entendimento assinado com o FMI. Realço o facto de este ser apenas um exercício meramente técnico sem qualquer cariz político ou ideológico.

Antes de proceder as minhas alegações, gostaria de colocar apenas duas questões:

É verdade ou não que a Guiné-Bissau teve (tem) um potencial forte na produção de arroz, base essencial de alimentação da população?

É verdade ou não que a pesca artesanal representa maior fatia da exploração pesqueira?

Perplexidades

A questão tem a ver essencialmente com a nossa capacidade de estimular a economia através do fomento a essas duas grandes actividades, porquanto serem as actividades que poderão ser desenvolvidos com poucos recursos.

Obviamente, quando se negoceia com os parceiros internacionais torna implícito o compromisso entre as duas partes, quem empresta exige garantia de boa cobrança e quem pede sente na obrigação de apresentar soluções que entende serem necessárias para o cumprimento desse dever. Porém, nas negociações deve-se chegar a um equilíbrio entre as duas partes, não se entrega a alma em benefício de uma determinada parte, classe, privilégio ou até ideologia.

Não se pode admitir que haja a isenção de taxas de importação de arroz (com um custo financeiro ligado à perda de receita) e essa insuficiência de receitas seja compensada pelo fortalecimento da arrecadação de impostos não ligados à importação provenientes de multas e licenças de pesca.

Por um lado, não se está a incentivar nem fomentar o desenvolvimento dessa actividade, porque isentando a importação, anula-se o efeito produtivo que esta matéria-prima poderá contribuir em termos de economia, pois está-se a permitir que a capacidade produtiva seja destruída em detrimento de um bem com proveitos para um determinado sector ou determinada classe. Por outro, está-se a penalizar um sector que tem um forte impacto na economia nacional.

Compensando a insuficiência de receitas com isenção da taxa de importação do arroz com fortalecimento da arrecadação de impostos provenientes de multas e licenças de pesca, significa desincentivar a pesca artesanal e dar concessões a grandes frotas de pesca industrial.

Efectivamente é necessário e urgente definir um modelo de desenvolvimento para a Guiné-Bissau. Esse modelo deve ser definido tendo em conta a nossa cultura, a nossa identidade e a nossa capacidade em ser autónomo, ou seja, deve ser definido com base naquilo somos como um povo.

É bem verdade que nenhum País se desenvolveu sem ajudas externas, mas é importante que haja discernimento e bom senso na forma como devem ser oferecidas contrapartidas. Tirem as vossas conclusões.

Bem hajam

Luís Vicente
"

M/N: Amigo, serás sempre bem-vindo. Abraço, AAS

UE/Guiné-Bissau: Aposta nas energias renováveis

A União Europeia lançou um projecto de energia renovável para as populações das regiões de Bissorã e Gabu, na Guiné-Bissau. Ambos os locais serão contemplados pelo programa europeu por serem zonas de difícil fornecimento de energia. O referido projecto, orçado em 5,7 milhões de euros, será uma alternativa sustentável para duas das regiões mais populosas do país. O secretário de Estado da Energia guineense, Wasna Papai Danfá, acredita que o problema no fornecimento de energia será amenizado.

Segundo Wasna, o acesso à energia é realmente preocupante, especialmente no interior do país em que vivem cerca de 70% da população. Apenas 2% das pessoas que vivem nas regiões rurais têm energia eléctrica. O secretário de Estado afirma que o governo investirá mais em energia verde nas comunidades rurais da Guiné-Bissau. "O país possui um potencial gigantesco no que toca às energias renováveis, mas explora pouco". A dificuldade, de acordo com Papai Danfa, é o alto custo dos equipamentos.

Além de ajudar as populações, o projecto ainda contribui para um planeta mais verde. O delegado da União Europeia na Guiné-Bissau, Joaquim Gonzalez-Ducay, vê com bons olhos a intervenção europeia no fornecimento de energia renovável às populações rurais. Para ele, o projeto tanto contribui com a erradicação da pobreza, como promove o desenvolvimento sustentável. AAS/Exame

Manuel dos Santos entregou hoje, em Luanda, as cartas credenciais ao presidente Jose Eduardo dos Santos. É o novo embaixador da Guiné-Bissau. AAS

Televisão 25

"No passado dia 4 do corrente mês, foi inaugurado um Polo Turístico chamado 7 Djorson (djorsons da nossa etnia Papel, predominante no Sector de Quinhamel) no âmbito de um Projecto desenvolvido pela parceria do IMVF (Instituto Marquês Vale Flôr) e a ONG Artissal, e co-financiado pela União Europeia com uma duração de 4 anos estando já no seu terceiro ano. Um Pólo Turístico onde se possa ver pela primeira vez na nossa Guiné, um Turismo Socialmente Responsável na "Região di Nô Biombo - Quinhamel".

Por ser uma "mais valia" nossa, de todos os Guineenses apesar de todas as nossas dificuldades, PENSO EU DE QUE... nada como uma boa divulgação desse mesmo Projecto, informar, sensibilizar... tudo para um bom começo!

Pôde-se contar com o apoio da Embaixada de Portugal na Guiné-Bissau, com a Cooperação Portuguesa, com a Governadora da Região, a Direcção Geral da Cultura, a Agência Lusa, a RTP, Representantes da Embaixada de França na Guiné-Bissau, Representantes do IMVF e da própria ONG Artissal sem esquecer a Comunidade Local grata e sensibilizada por mais esta contribuição para o desenvolvimento económico e social da Região.

Caro Amigo, agora a pergunta: "E a nossa TGB (Televisão da Guiné-Bissau)"???

Depois do envio de uma nota de imprensa aos Excelentíssimos Senhores da TGB a comunicar o evento, foi disponibilizado uma viatura por parte da Cooperação Portuguesa em apoio às eventuais necessidades da Artissal durante o dia, para que fosse à sede da Televisão buscar a equipa que anteriormente foi designada pelo Sr. António Tavares com o objectivo de "cobrir" o evento. Após pelo menos 1 hora de espera, o condutor da viatura viu-se obrigado a entrar em contacto com os responsáveis pela organização do evento, comunicando-os que os Senhores da equipa da TGB o imformaram imperativamente que só entravam na viatura perante um Perdiam de 25.000 xof por cada membro.

Mesmo surpresos e já em Quinhamel, os Representantes da Artissal e da Cooperação Portuguesa ainda tentaram negociar a dita "proposta" para que pelo menos fosse pago 15.000 xof por cada membro da equipa e que seguissem para a Inauguração.

"Ou 25.000xof, ou ninguém entra no carro"!!!

Sem vacilos e terminantemente a recusa se manteve e fizeram o condutor seguir para Quinhamel sem nenhuma consideração possível para com este... perante um evento de interesse nacional, cultural e de progresso para um país que é NOSSO!

Aly, isto foi o que aconteceu e comentários... para quê??? Talvez uma frase: MA KUMA KI POSSÍVEL...???

A.S
"

Tio espanca sobrinho até à morte

Segundo a polícia de Quinhamel, o caso ocorreu na passada terça-feira à noite quando um tio, a quem foi confiada a guarda de um sobrinho, descobriu que o menino de onze anos seria o “ladrão de três litros de mel” que tinha guardado em casa. O tio terá dito à polícia que estava a tentar repreender o sobrinho, já que ele lhe tinha roubado “no mesmo dia 200 francos CFA”, e resolveu repreender o rapaz.

Relatos de familiares citados pela polícia referem que o homem amarrou o sobrinho com cordas num quarto onde, depois de espancar o rapaz, deixou-o durante várias horas sem comunicação com o resto da família. Quando o irmão mais velho alertou o tio de que o menino “estava a passar mal”, o tio apressou-se a libertá-lo, mas já era tarde uma vez que o rapaz acabou por falecer minutos depois.

Obrigado pela família a ir entregar-se à polícia, o homem dirigiu-se ao comando da polícia em Quinhamel, mas no meio do caminho da Ponta Brandão para a sede de administração estatal, desapareceu no mato. Em contacto com familiares através do telemóvel o homem terá dito que não era sua intenção matar o sobrinho. A família receia que se suicide. AAS

Implacável

Vão rolar cabeças nos orgãos sociais da Câmara do Comércio Industria, Agricultura e Serviços. Portanto, um conselho do ditadura do consenso: demita-se antes de ser demitido. Por uma questão de dignidade. AAS

sábado, 15 de Outubro de 2011

Foram já substituidos os 3 postes de iluminação

Onde param os 7.8 mil milhoes?

Ditadura do Consenso, qual rato de esgoto, penetrou nos bancos e conseguiu, de todas instituicoes bancarias provas que sustentam que nao saiu 1 Fcfa de nenhuma conta onde estao depositadas (a prazo e a render juros) as contribuicoes pagas pelos exportadores da castanha de caju. Segunda-feira, em exclusivo e a atencao de Procuradoria-Geral da Republica. AAS

... Surpresa

- Lista de empresas que ja exportaram castanha de caju, mas nao pagaram o imposto dos 50 Fcfa:

- Geta Bissau, S.A. > 40 toneladas x 50 Fcfa = 2 milhoes Fcfa
- Carsilva, S.A. > 1500 toneladas x 50 Fcfa = 75 milhoes Fcfa
- Cheta Guine Pravim > 120 toneladas x 50 Fcfa = 6 milhoes Fcfa

Afinal, foi por causa desta rede, dentro do proprio ministerio do Comercio, que varias empresas furtaram-se ao pagamento da contribuicao dos 50 Fcfa. Ontem mesmo, o ministerio do Comercio suspendeu catorze pessoas, entre elas Mamudu Embalo, inspector-geral do ministerio do Comercio. AAS

sexta-feira, 14 de Outubro de 2011

Telex

- George Wright, procurado ha 41 anos pelo FBI, e detido em Sintra, Portugal, pela Policia Judiciaria, conheceu ja a decisao do juiz: fica em prisao domiciliaria com pulseira electronica;

- Temos menos tres postes de iluminacao na av. Combatentes da Liberdade da Patria: uma ambulancia ceifou um, ontem;

- Conflito 50 fcfa/castanha caju: Braima Camara, o acossado presidente da CCIAS, responde com desafio: se alguem provar que houve uso indevido de dinheiros, demite-se de todos os cargos. E sao muitos: Conselheiro Especial do Presidente da Republica, vice-presidente da Camara Consular Regional da UEMOA, presidente da CCIAS, vice-presidente das camaras da CPLP, entre outros.

Diz ainda que "quem nao deve, nao teme", que "tem orgulho no trabalho feito na CCIAS", que "nao ha nada a esconder". Garantiu que nao entra "em esquemas" e menos ainda para "favorecer este ou aquele grupinho". Falando aos jornalistas, numa sala cheia de apoiantes, Braima Camara garantiu que o milhao e meio de euros nao foi para o seu bolso: "Estao no mercado", disse. "Desafio qualquer um a provar o contrario", finalizou.

Entretanto, hoje, catorze pessoas foram exoneradas pelo ministro do Comercio, incluindo um director-geral, por "nao terem cumprido ordens superiores (do ministro)" sobre o destino dado a uma parte desse fundo da castanha do caju. O caso esta sob alcada do Ministerio Publico, e o grupo de exportadore nao desarma. E esta guerra ainda agora comecou... AAS

Aos 50 nao se tenta...

Depois da conferencia de imprensa dos exportadores da castanha do caju, marcou-se uma reuniao, hoje, entre o ministro do Comercio Botche Cande e os representantes dos exportadores.

Para ja, comecou e esta tudo ao barulho no ministerio, e a reuniao ainda nem comecou. Segundo uma fonte dos exportadores "ha muita gente que esta na sala apenas para bater palmas"...

Entretanto, o acossado presidente da Camara do Comercio, Industria, Agricultura e Servicos Braima Camara, esta neste momento reunido com o ministro do Comercio no gabinete deste. AAS

Djumbulumani na baliza di bas

"Aly,

Li o teu artigo de ontem e deixa-me acrescentar uma coisa: a quantidade de erros na sinalizacao dos semaforos e a falta de conhecimento quer dos condutores, quer da policia, os quais nao tem culpa nenhuma. Alguem comecou a construir a casa pelo telhado...
Abraco,
..."

M/N: Espera, deixa-me rir: eh eh eh eh. Coisas do Cancan? Do conselheiro? AAS

quinta-feira, 13 de Outubro de 2011

Foram-se os aneis

Pois esta claro. Fizeram a festa, deitaram os foguetes...agora apanham as canas. Afinal, "nao ha 1.5 megawatts" para alimentar a iluminacao nas famosas estradas (Av. Antigos Combatentes e Antula). E voltamos todos a escuridao.

Durante uma semana, essas estradas, durante a noite, pareciam os Campos Elisios. Luz, luz e mais luz. Agora que a hora da verdade chegou, vieram em seu proprio socorro. Que a iluminacao "nao estava prevista" no caderno de encargos, que sao precisos 1.5 megawatts para alimentar cerca de 400 lampadas - que o Pais nao tem. Mas ha mais. Dizem que agora iam ver a possibilidade de se acender poste sim, dois postes nao. Para isso, preusmo, 10 watts serao suficientes...

Para alem disso, temos menos um poste de iluminacao, ah pois! Nao fossemos nos o Pais daqueles que tem 'aquilo' nas maos...e pelos vistos nos pes tambem. Na 2a feira, uma viatura foi ao seu encontro. E la esta, esventrada, prostrada no separador central a espera que uma alma caridosa salve o que dela restar.

Foi tudo feito a pressa, sem que ninguem pensasse na continuidade. Estao la 11 kms de estrada, se nao houver manutencao, adeus alcatrao! Os semaforos acendem a vez. Se os do Alto-Crim acenderem, e certo e seguro que na Chapa estarao intermitentes e uma certeza mais do que absoluta de que no Bairro Ajuda estarao apagados.

Foi tudo pensado para o dia da independencia. Havia luz, bandeiras (muitas, muitas mais ainda colocadas de cabeca para baixo, como a que esta entre o palacio assado e a sede do PAIGC...); queriam que o povo contemplasse 'a obra' e o povo saia a rua a noite; queriam o povo embasbacado e este prostrou-se na poeira, a engolir o fumo dos escapes.

Hoje, passada a euforia, os 11 kms tornaram-se onze escuros quilometros, onde atropelar alguem que atravessa a estrada e um acidente apenas a espera de acontecer. Enfiaram-nos o barrete com uma pinta...

Hoje, 38 anos depois, continuam a enganar-nos, a brincar connosco, a gozar na nossa cara; hoje, 38 anos depois, os nossos governantes parecem nao ter entendido esta mensagem: o nosso povo e um vulcao em ebulicao... AAS

P.S. - Ditadura do Consenso publica, amanha, um documento muito interessante... Muito mesmo. AAS

quarta-feira, 12 de Outubro de 2011

Normalmente, Botche na 'perga' djintis pa bai...

AAS

A guerra da castanha ja comecou

Um grupo de empresarios, tendo como porta-voz Vitor Mandinga, administrador do GETA Bissau (Grupo Economico de Transaccoes em Africa) promoveu hoje uma conferencia de imprensa para, "com provas", acusar o presidente da Camara do Comercio, Industria, Agricultura e Servicos (CCIAS), Braima Camara de "abuso de poder".

Segundo 'Nado' Mandinga, Braima Camara, que e tambem conselheiro do Presidente da Republica, "movimentou a conta, pagou algumas dividas e transferiu mais de 1 milhao de Euros" para outra conta.

Aguarda-se pela reaccao do presidente da CCIAS. Vitor Mandinga, recorde-se, foi dos principais entusiastas deste imposto, aprovado mesmo antes de ser discutido... Eu avisei na altura que a guerra do caju vinha ai nao tarda nada. AAS

terça-feira, 11 de Outubro de 2011

Zamora, Samba e Melciades ouvidos

Zamora Induta, ex-Chefe do Estado-Maior General das Forcas Armadas, deposto por um golpe palaciano em 1 de abril; Samba Djalo, ex-Director da DINFOSEMIL, deposto no mesmo dia, e Melciades Fernandes (general, antigo Chefe do Estado-Maior da Forca Aerea, preso durante mais de um ano por suspeita de ter posto a bomba que rebentou no EMGFA matando o na altura CEMGFA, Tagme na Waie, estao a ser novamente ouvidos pelo Ministerio Publico.

As audicoes, apurou o ditadura do consenso, tem que ver com acareacoes entre os tres em audicoes anteriores, de resto, publicadas em exclusivo pelo ditadura do consenso. Segundo uma fonte do DC junto da Procuradoria-Geral da Republica, aos tres foi imposto a proibicao de abandono do territorio nacional. AAS

Estao todos convocados

Aos que exercem cargos relevantes neste Pais, que tenham capacidade de decisao, de influencia ou que possam fazer qualquer coisa. Para os que estao numa posicao privilegiada: de opinar, aconselhar, mandar; aos que ja estiveram, e, a todos aqueles que vao efectivamente estar - a todos os 'bissau-guineenses' (como gosta que se diga, o meu bom amigo RGG).

A Guine-Bissau pede: Basta!

Nao acham que ja chega de ver politicos contra politicos, pessoas com responsabilidade na Justica contra os seus colegas e contra advogados, pessoas com responsabilidades governativas contra pessoas com responsabilidade na justica?

Nao acham que ja chega vermos arrastar processos em tribunais, nao durante anos, mas durante decadas, sem que nada aconteca, e ja ninguem acredita que alguma coisa vai acontecer?

Nao pensam que chegou a altura de alguem bater com o punho na mesa e dizier basta!? Nao pensam que chegou a altura de se fazer alguma coisa de util pela Guine-Bissau?

Nos outros paises sao os empreendedores, os pequenos e medios empresarios, a forca da economia, os criadores de emprego - esses sim, que desesejam investir, que fazem acontecer o desenvolvimento e contribuem de forma significativa e decisiva para o crescimento do pais, esse e que deviam ser incentivados - aqui o empreariado serve para pagar impostos e depois... ser enterrado pelo proprio Estado!

Nos outros paises tenta-se diminuir o custo do proprio Estado, tenta-se diminuir a factura, o peso mensal do Estado nas contas do Pais, libertando esses colossais valores para o investimento. Aqui a conta da factura vai subindo, mes apos mes.

Nos outros paises nota-se uma preocupacao cada vez maior pela preservacao do meio ambiente, pelo seu desenvolvimento sustentavel, pelo seu futuro. Aqui e o salve-se quem puder - esgotos pluvias a servir de caixotes para o lixo, lixeiras dentro da cidade, autenticos Kilimandjaros!

Hoje, devia exaltar-se a sociedade civil a contribuir com propostas claras e perceptiveis para o desenvolvimento e melhoramento do tecido social. Aqui, ela e ordinaria - desculpem o termo.

Mas este Pais faz algum sentido sem um esboco de futuro a medio prazo sequer? Nao faz, nao. Sera que todo o Pais ensandeceu? Tambem nao me parece. Entao, estamos a espera de que para fazer alguma coisa?

Deste modo nenhum plano aguenta, nao havera estrategia que resista, e, pior, nao ha Pais nenhum que se sustente. Nao temos que ser nos, os guineenses, a levar este Pais, a Guine-Bissau, para a frente? Entao, vamos! Estas convocada(o). AAS

Morreu o General Tchambu Mane

O General Tchambu Mane, foi meu comandante no batalhao de Gabu, entre 1987 e 1989. Que a sua alma descanse em paz. AAS

segunda-feira, 10 de Outubro de 2011

Vou abrir-me (salvo-seja!)

AAS

domingo, 9 de Outubro de 2011

Encontro de irmaos

A CAF prestou, ontem, um mau servico a todos aqueles que assistiram o jogo entre as seleccoes da Guine-Bissau e Angola (0-2). O desafio comecou as 14 hrs, com uma temperatura de 42o! Os jogadores viveram 90. Minutos em condicoes lancinantes, e os jogadores da seleccao de Angola ressentiram-se e de que maneira.
Os espectadores sofreram com o sol abrasador.

No seu banco de suplentes, o seleccionado angolano tinha 8 caixas de 6x1.5 lts de agua, para alem de dezenas de garrafas de 33 cl, e ja no hotel Ancar, onde ainda estao hospedados (seguem viagem na proxima madrugada) varios jogadores vomitaram, e quase todos apresentavam enormes bolhas de agua nos pes.

Foi um jogo bem disputado, mas o resultado peca por defeito: a Guine-Bissau (a par de Angola, as duas melhores seleccoes dos PALOP) jogou melhor, criou muitas mais oportunidades de golo e assustou Angola ainda antes do dia do jogo!

Nao creio que, como se diz na 'voz di tabanca', tenha havido corrupcao nesta partida, mas nao resisto a dizer isto: deixamos Angola ganhar o jogo (ja nada tinhamos a ganhar...mas ha o orgulho, a dignidade para defender).

Ao seleccionador nacional, Norton de Matos, uma palavra de apreco, por: a Guine-Bissau nunca ter estado tao alto no ranking FIFA; por ter conseguido, em pouco tempo, criar um grupo de trabalho homogeneo, ganhando e empatando jogos durante as eliminatorias.

Ao seleccionado guineense, o meu obrigado. Por terem com orgulho envergado a camisola nacional, por se baterem com brio e profissionalismo, desbravando um caminho que, a curto prazo, dara os seus frutos. Naturalmente.

A equipa angolana, desejo boa sorte para o CAN. Foi bom terem vindo a esta que e tambem uma parte do vosso Pais. AAS

sábado, 8 de Outubro de 2011

djugu limpu, ma I ka pusss

0 - 2: a atencao da CAF...

Angola faz barulhoooo

Senegal nao permitiu que o aviao com a claque angolana sobrevoasse o seu territorio. Assim, a claque dos Palancas Negras, no estadio, resume-se aos militares da MISSANG. Ainda assim, so se ouve os angolanos.

Recomecou a partida: 0 - 1

Depois do golo...

... Gabi, dos Irmao Verdades, anima o publico. Este jogo cheira-me a esturro...ainda ontem, no hotel Ancar o Lito Vidigal, seleccionador angolano, dizia-me 'se nos deixarem ganhar...'. Hum

Triste: so se ouve a claque angolana

Esteve a vista o golo do empate

Estamos a jogar...uma merda!

Guine-Bissau 0 - Angola 1

Comecou o Guine-Bissau/Angola

sexta-feira, 7 de Outubro de 2011

Toda a verdade

Comunicaram-me ha pouco, de Lisboa, que o advogado do 'Jack', alias, George Wright desmentiu que o seu cliente tivesse morto alguem na Guine-Bissau. Nao me parece que se esteja a dizer a VERDADE ao advogado em causa.

Desafio aqui a TVI: contactem-me, tal como fizeram, por exemplo, no dia 1 de abril de 2009. Antonio Aly Silva, telefone: +245 6683113

So quero a verdade, toda a verdade. Se a TVI quer, de facto, ser imparcial entao ca fica o meu desafio. AAS

Gag

O Antonio Aly Silva, formado num dos melhores jornais de investigacao da Europa - O Independente, orgulha-se de fazer o seu trabalho o melhor que pode e sabe. Pouco me importa que outros - aventureiros, paineleiros, cumentadores - critiquem. Eles nao sabem, outros nem sequer me conhecem, outros ainda...

A esses, que se metem insistentemente no meu trabalho - sim, porque escrever para uma grande publicacao, fazendo jornalismo puro e duro, de investigacao e diferente do blog, mas eles nao sabem. E eu nao os perdoo - talvez procurem a minha atencao, querem que eu reaja. Nao estou!

Contudo, uma coisa e certa: quando o Antonio Aly Silva, Jornalista, se poe em campo para investigar, da o seu melhor, sua as estopinhas e apresenta um trabalho limpo e cristalino. Sei que ha gente descontente com certas coisas que escrevo - problema deles!

Nao e por isso que vou deixar de investigar. A duvida, agora, e saber se o 'Jack' matou ou nao um ladrao. Pois jogo aqui e agora a minha carteira profissional de Jornalista: os que de perto conviveram com o 'Jack' SABEM que sim, que matou um ladrao. Alias, algumas pessoas com quem falei, quando a questao 'matar o ladrao' vinha a baila...pediam um intervalo. Um ate disse-me 'pois, e isso mesmo que nao se quer que se saiba'.

Nao queriam tocar, nem que eu tocasse, no assunto. Ou seja, imaginem que vou a Ramallah, na Palestina, estou a assistir a uma intifada e de repente oico tiros e vejo alguem cair, morto ou mesmo ferido: acham que darei atencao as pedras? O tanas! Virar-me-ei para a pessoa que jaz em terra - e sera esta a noticia a abrir o texto. Mas quem nada pesca de jornalismo, pouco percebe dos pequenos mas importantes detalhes. E nao serei eu a ensinar ninguem.

Mas agora o mais importante (para sossego de quem goste de 'ler' o Aly Silva): vou continuar a fazer o meu trabalho - independentemente de alguem, um grupo, um batalhao ou uma divisao gostarem. Ou nao. Para cao, cao e meio!
AAS

P.S.: A revista Sabado esta tranquila, assim como o Antonio Aly Silva - e contra isso nada ha que se possa fazer! Son pa sufri. AAS

quinta-feira, 6 de Outubro de 2011

Nao ha dormidas para malucos

A seleccao de Angola, ja se sabe, esta bem instalada no hotel Ancar. O que nao se sabia, e que eu vou contar-vos, e que estiveram quase...por nao estar. Eu explico. Engracado, como se vera.

Entao la chegou o autocarro, vindo do aeroporto, os angolanos todos aperaltados, com batedores da policia, carros da embaixada, enfim, um luxo digno de uma visita de Estado. Mas...estalou a bernarda: afinal havia outra - divida! A Federacao Guineense de Futebol 'esqueceu-se' de pagar a conta da seleccao senegalesa... E o Hotel Ancar deixou as coisas bem cristalinas: ou se paga a conta anterior, ou a seleccao de Angola bem que pode ir dormir a Missang!!!

O que aconteceu depois? Bom, aconteceu tudo. Pagaram (a FGF?, Angola?) a conta anterior, e ate a conta da seleccao angolana! Nao ha ca dormidas gratis, c'um catano pa!!! Bem visto. Este jogo comecou ha muito... A proposito, chega amanha outro aviao com a claque angolana. AAS

Conselheiros & pontapes

- A mulher do Carlos Pinto Pereira, conselheiro do primeiro ministro, foi a protagonista de um mega-escandalo, que abalou muita boa gente. Um jeep pertencente a organizacao humanitaria 'Pueblos en Marcha', estava estacionado a porta da mulher, e os espanhois a almocar calmamente quando...
irrompe do nada a senhora Salome. Ah, pois!

"Ela (a Salome) chegou e comecou a insultar os espanhois, com improperios, dizendo que o estacionamento lhe pertence" e que "tinham de retirar o carro imediatamente - diz quem assistiu a triste cena. Nao satisfeita, accionou os servicos da DG Viacao para que se retirasse o veiculo, o que acabou por acontecer.
Contudo, que se saiba, ninguem chamou a Camara de Bissau para ver o telheiro horrivel e de mau gosto mandado instalar pela senhora Salome, para tapar o sol... No dia em que esse telheiro cair e matar alguem, logo veremos o que dira o conselheiro...;

Irritados, os espanhois desabafarm que "sempre ha cidadaos de primeira e de segunda" - o que os espanhois desconhecem e que esta cidada...deve ser da 4a classe... E prometeram repensar a ajuda que tem dado a Guine-Bissau;

- O ex-Governador de Bafata caido em desgraca, Carlos Adulai Djalo, esteve ha dias no ministerio das Financas por causa de um titulo de 2 milhoes de francos CFA. Nao conseguiu receber. De repente aparece outro conselheiro do PM, Gabriel Sow, a quem Adulai testemunhou. E foram andando, o Sow ouvindo explicacoes e choramingueiras... ate que, num ai, o ex-governador desfaleceu. Mas nao perdeu o chao... Lembra outro desmaio, ha cerca de 2 anos, do ex-primeiro ministro do PRS, Mario Pires (cheira-me a uma velha tecnica - desmaiar para depois receber! Pas mal, pas mal);

- A seleccao de Angola chegou mas nao ficou no hotel que 'exigiu' - o Malaika. Ficam no Ancar (ca mandamos nos) e, segundo e seu desejo, a alimentacao ficara a cargo do restaurante 'A Padeira Africana'. Seria bom se apanhassem uma intoxicacao alimentar...;

- A Federacao de Futebol da GB esta uns maos largas. Entao nao e que convidaram (aviao e hotel, pagos pela FFGB) o director (!?) da RDP Africa... para vir relatar o jogo?! Vi-o ha pouco: pequenino, todo cor-de-rosa, nariz proeminente...logo veremos o que o homem relata. AAS

Tchunglutch

Ja estamos de pernas abertas para a seleccao de Angola (desculpa la, 'Manel'...) AAS

Novos 'aires'

"Caro Aly,

Tenho, desde longa data, acompanhado as noticias do seu blog. Muitas delas sao todavia pertinentes, uteis e do maior interesse para quem quer ser informado e informar-se das noticias da Guine-Bissau - o seu Pais, a sua Patria e a sua Nacao de facto.

Sugeria que, independentemente de um ou outro artigo que melhor entenda, viesse a procurar enveredar por um estilo e um posicionamento do tipo mais informativo, esclarecedor, educativo.

Sera um bem precioso e um servico impar, que ninguem pode negar, para todos aqueles, guineenses e nao so (muitosssssssss), que quotidianamente dedicam algum do seu tempo (util) a vislumbrar e a 'saborear' o seu blog e as suas informacoes.

Um abraco de alguem que um dia lhe chamou 'Aires' Aly.

Manuel A."

M/R: Sugestao recusada. Outro abraco. AAS

quarta-feira, 5 de Outubro de 2011

Morreu Steve Jobs, da Apple

Morreu o LG

Tenho o doloroso dever de informar que morreu hoje, por volta das 20 horas, o LG, o meu companheiro durante longos mas rapidos quatro anos de caminhada - umas vezes sobre brasas, outras quase mirando o inferno.

Morreu para sempre, e, julgo eu, permanecera mais tempo morto do que aquele que teve de vida (espero que seja tambem assim comigo, com todos...com ou sem bacalhau!). O que interessa aqui e: morreu. Que interesse tem saber o motivo? Para mim, nenhum.

As fantasticas luzes azuis simplesmente eclipsaram e nao mais acenderam. Nao houve sequer lugar a um gemido, para alem das 'convulsoes' que antecederam o acto de descansar. Tirei a bateria e voltei a colocar, nada; sacudi-o, 'olha la onde queres chegar'; toma la dois estaladoes, e o ecra apagou-se. Foram-se as luzes.
A escuridao total, as profundezas do abismo!

O LG morreu de morte subita, talvez devido a idade, talvez devido a canseira que e viver em Bissau, talvez ainda porque quis apenas descansar, cansando-me. Ou tera morrido por causa dos estaladoes?
E nesse caso eu poderia ser acusado? De que? Ah, ah! De tentativa de assassinato de um sul-coreano - de uma maquina sul-coreana, bem entendido.

Bom, mas seja la qual for o motivo por que morreste, LG, desejo muito sinceramente que ardas no inferno, traidor do raio! Havias de morrer logo hoje! Porque nao morreste amanha, hein?! Tretas!

Estou agora no velorio. Felizmente com alguem para me consolar.
Somos dois - o defunto continua bem morto. As tentativas de reanimacao boca-a-boca nao deram resultado (acho que vou virar-me para a companhia, uma transfusao pode ajudar...) - como cantou Quim Barreiros... "Ha dias que da uma, ha dias que da duas, ha dias que da tres... horas da madrugada".

A proposito, o LG era o meu computador portatil. AAS

Estrada inaugurada no dia da tropa

A empresa Arezki faz, amanha, a entrega tecnica das obras da Avenida dos Combatentes da Liberdade da Patria, e de Antula. Ao todo, 12 quilometros de estradas.

O Governo guarda a inauguracao oficial para o dia 16 de novembro - dia da fundacao das Forcas Armadas Revolucionarias do Povo (FARP). O que faz todo o sentido - os combatentes da liberdade da patria sao/foram, na sua esmagadora maioria militares.

Contudo, ha um senao: ha semaforos que 'trabalham' apenas umas horitas e depois ficam intermitentes; outras ha que as vezes nem acendem, e os do Alto-Crim, entao...levam uma eternidade para abrir. Outra coisa que nao entendo: por que nao se pos uma passadeira superior na chapa? E aquela rotunda na chapa de Bissau - e aquelas vias exclusivas para o PR & PM?... AAS

AVISO:

Photobucket

terça-feira, 4 de Outubro de 2011

kkkkkkkkkkk

Há quase um mês, o primeiro-ministro remodelou o Governo. Hoje tomaram posse os três que faltavam: Adelino Mano Queta transita dos Negócios Estrangeiros para a Justiça, e Mamadu Saliu Pires da Justiça para os Negócios Estrangeiros. Tomás Barbosa tomou posse como Secretário de Estado das Pescas.

Malam Bacai Sanha aproveitou para dizer que "o Governo vai completar a legislatura" - seria a primeira vez em 38 anos da história da Guiné-Bissau. O primeiro-ministro, por seu lado, aproveitou para falar...para fora. "Toda a comunidade internacional tem falado bem daquilo que estamos a fazer". Excitado, Carlos Gomes Jr continou com a mesma lenga-lenga: "Hoje você sai da cidade para o aeroporto e vê obra feita".

Mas...digo eu: olhem para as 'estradas' de ambos os lados da avenida dos Combatentes... 11 kms de estrada (paga por terceiros, pelo BOAD - Banco Oeste Africano para o Desenvolvimento) em 7 anos de mandato...deve ter sido cá uma trabalheira... Aposto aqui o fim do blog: esta estrada não dura um ano (a garantia da estrada é precisamente de... um ano).

A propósito, o prazo para a conclusão das obras termina hoje. A Arezki faz a entrega oficial no dia 6. AAS

Carta do primeiro-ministro: PGR responde

Em resposta à carta de Carlos Gomes Jr (publicada em exclusivo pelo ditadura do consenso), o Procurador-Geral da República tira o sossego ao primeiro-ministro: "Aguarde até eu lidar de perto com os dossiers".

Aliás, em relação aos processos de crimes de sangue que estão sob alçada do Ministério Público, ditadura do consenso sabe que, mais tardar, até final da próxima semana, haverá novidades. AAS

Hoje, não perca esta revista

Photobucket

Sábado

A selecção da Guiné-Bissau recebe, no próximo sábado, a sua congénere de Angola, num jogo a horas impróprias: 14 horas! E num 'estádio' de 3.000 lugares - quando nós temos um senhor estádio nacional para 15.000 pessoas... O guineense, parece que tem o sexo na mão: onde mete a mão, fode tudo! Foi o que aconteceu ao estádio nacional - uma oferta dos chineses...

O jogo, o último que o seleccionado nacional faz, conta para o CAN. A Guiné-Bissau está arredada desta competição, e Angola...ten ku pega tessu! Li i nô tchon! AAS

Estátua a enaltecer os guineenses...xixi na rua!

Photobucket

Hoje, na revista SÁBADO

Photobucket


Photobucket

'Jack', aliás George Wright, numa fotografia recente.

Photobucket

segunda-feira, 3 de Outubro de 2011

Kiss kiss, bang bang

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Carlos Gomes Júnior, afirmou hoje que a visita ao país do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, prevista para este ano, já só vai realizar-se em 2012. "Estava tudo combinado para que fosse ainda este ano, mas quando chegámos a Lisboa, fomos avisados que (a visita) só poderá ter lugar em 2012", disse Carlos Gomes Júnior, em declarações a imprensa à sua chegada ao aeroporto de Bissau.

O primeiro-ministro aproveitou ainda para criticar a postura de "alguns partidos da oposição" que, segundo ele, "dizem que vão aproveitar a visita do secretário-geral da ONU para organizarem manifestações" de rua. "Seria bom se os nossos políticos reflictissem sobre o que querem para a Guiné-Bissau. Pensamos que a visita de uma personalidade como é o caso de Ban Ki-moon, que tanto ajudou a Guiné-Bissau, que quer vir cá constatar o que está sendo feito pelo povo e pelo Governo da Guiné-Bissau não podia ser desencorajada com manifestações", destacou Carlos Gomes Júnior. AAS

Sr. Ban Ki Moon: bem-vindo à Guiné-Bissau, o País tornado atoleiro, e que a ONU tem ajudado a destruir!!! AAS

Peça...que tem! Não perceberam? Bom, mas alguém percebeu, e eu depois explico, com imagens... AAS

DOIDEIRAS: AQUI...

moreno, castanho de chocolate, doceeeeeeeee em mim, hoje não me dizes nada, anteontem o teu "regresso" levou-me a sonhar, o teu beijo ontem a delirar...hoje ainda não me tiveste...

teu corpo sólido, saudavel, forte, fresco, moreno...hummmmmmmmmmmmm...faz me sonhar, enche-me de ilusoes e prazeres, foge comigo...teus beijosssssssss

teus beijos, vem me buscar...

PUBLICADA POR TRETAS EM 09:29 0 COMENTÁRIOS
ENVIAR A MENSAGEM POR E-MAILDÊ A SUA OPINIÃO!PARTILHAR NO TWITTERPARTILHAR NO FACEBOOK
SÁBADO, 21 DE MAIO DE 2011

;)
gimmie gimmie gimmie...just a litle smile

PUBLICADA POR TRETAS EM 07:37 0 COMENTÁRIOS
ENVIAR A MENSAGEM POR E-MAILDÊ A SUA OPINIÃO!PARTILHAR NO TWITTERPARTILHAR NO FACEBOOK
QUARTA-FEIRA, 18 DE MAIO DE 2011

A vida são dois dias e o carnaval, três

Sufoca. Ligaste-me para saber de mim porque soubeste que estava doente e algures doeu-me. Doi-me porque só podemos ser amigos. A tua voz ainda a estala na minha cabeça. A tua voz há pouco era particularmente atraente.
Será da distancia?
Nem te perguntei se voltarias cá brevemente ou um dia...fiquei tão incomodad que não soube ter uma conversa normal, tamanho foi o esforço que fiz para me convencer que sei que somos apenas amigos. bons amigos. custa saber que não podes ser de mim, mesmo que apenas por uma estação, como pede a minha natureza intensa mas insaciavel. a minha natureza magoada mas terna, timida mas leal.

Saberás que te quero um pouco? Sentes te em divida comigo por te ser amigavel?

Sabes dou-me mal com limites, com portas fechadas...não necessito ir longe, mas não suporto saber que as portas estão fechadas, que ha limites, limitações, regras a respeitar...

Hoje estou chata, deve ser porque estou de cama e nao me aguento em pé...os teus cabelos crespos, fortes, encaracolados, a tua cabeça no meu peito e a certeza na altura que hoje iria voltar a esse dia...

PUBLICADA POR TRETAS EM 09:22 0 COMENTÁRIOS
ENVIAR A MENSAGEM POR E-MAILDÊ A SUA OPINIÃO!PARTILHAR NO TWITTERPARTILHAR NO FACEBOOK

Ainda te Necessito

"Ainda não estou preparado para perder-te
Não estou preparado para que me deixes só.

Ainda não estou preparado pra crescer
e aceitar que é natural,
para reconhecer que tudo
tem um princípio e tem um final.

Ainda não estou preparado para não te ter
e apenas te recordar
Ainda não estou preparado para não poder te olhar
ou não poder te falar.

Não estou preparado para que não me abraces
e para não poder te abraçar.

Ainda te necessito.

E ainda não estou preparado para caminhar
por este mundo perguntando-me: Por quê?

Não estou preparado hoje nem nunca o estarei.

Ainda te Necessito."

nota: isto vem a propósito de tudo e de nada...sobretudo de nada...das minhas mãos que sonham com os teus cabelos, quando neles afundava os dedos que bebericavam o calor da tua pele e regressavam saciados, impregnados do teu cheiro...acaso notavas que meus dedos namoravam teus cabelos?

PUBLICADA POR TRETAS EM 09:00 0 COMENTÁRIOS

Importa-se de repetir?

O primeiro-ministro guineense, Carlos Gomes Jr., disse hoje à rádio Pindjiguiti que a marcha programada pelos 17 partidos democráticos da oposição "pode pôr em causa as ajudas da ONU" ao País. "Isto é triste", desabafou, impotente, o chefe do Executivo, em crioulo.

A oposição pretende manifestar-se assim que o secretário-geral da ONU, Ban Ki Moon, visitar Bissau - o que está para breve. AAS

domingo, 2 de Outubro de 2011

O responsável Nr. 1

Foi o militante do PAIGC,

Photobucket

VASCO CABRAL (já falecido) o principal responsável pela vinda do 'Jack', aliás do George Wright, à Guiné-Bissau. AAS