segunda-feira, 28 de Dezembro de 2009

Nheeeeeeeeeeec... Kankuran riba

... Entre bagres, bubos e outros, estara algum tubarao na cadeia? Son pa tissi djafal!!! Desejo um excelente e prospero ano de 2010 a todos os leitores do DC.

SOS: Nao tenho actualizado o blogue porque a bateria do meu Nokia deu de si. I kansa, suma Governo... Alguma alma para me fazer chegar uma bateria para o meu Nokia E 61? (eu pago). Por ca é tudo amarelo (chinês)...

Entrada de Bubo Na Tchutu: o efeito... Djafal

1 - Por que razao Bubo regressou, e porquê agora?
2 - Como entrou? Por que fronteira?
3 - O que é feito do Serviço de Informaçoes do Estado? E do Ministério do Interior? E do da Administraçao Territorial?

Bom, como é evidente, espero que alguém responda. AAS

Ultima Hora: Bubo Na Tchuto esta refugiado no edificio das Naçoes Unidas, em Bissau.

domingo, 27 de Dezembro de 2009

Hora Tchiga... Oooooopssssssssssssssss!

Photobucket

quinta-feira, 24 de Dezembro de 2009

quarta-feira, 23 de Dezembro de 2009

EXCLUSIVO: A ementa do almoço entre a PGR, a Guinétel e a Guiné Telecom

- Prato de peixe:
Djafal frito com arroz de feijao encarnado;
- Prato de Carne:
Fatango salteado;
- Vinho: 'Rapadas';
- Agua: 'Penacova';
- Sobremesa: Miséria (expressamente de Bolama)

NOTA: Numa possivel viagem para os calabouços da PJ, as voltas na cidade têm ja garantido o alto patrocinio da "Guinétours - levamo-lo ao inferno". AAS

Qual polícia, qual quê? Ditador!!!

Photobucket

Hoje, deparei-me com um jeep com o autocolante da Cooperação Portuguesa parado em contra-mão. E alertei o condutor: "O senhor está em contra-mão e está a dificultar o tránsito". E ele, solene e ordinariamente, respondeu: "E você, é polícia?". Ao que retorqui: "Em Portugal, você não faria uma coisa dessas".
Polícia, não sou. Que tal ditador? Saquei então da máquina fotográfica e...cá está a tromba do cooperante: num dia de trabalho, de calções e chinelas (um calção horrível - diga-se...).

Ao Governo e às entidades competentes: DISCIPLINEM essa estirpe de NEO-COLONIALISTAS!!! Ou preferem que eu continue a desmascará-los... AAS

terça-feira, 22 de Dezembro de 2009

REFORMA DO SECTOR DA SEGURANÇA: Ditadura revela o acordo vergonhoso com que tentaram enganar uma senhora!

Photobucket

REFORMA DO SECTOR DA SEGURANÇA: Sem comentários.

Photobucket

NOTA: É para isto que servem os carros do Estado da Guiné-Bissau, nos fins-de-semana. Picadas, buracos, lombas e atolanços. Quando forem embora, ficamos com as carcaças. Para a sucata, claro! Há que disciplinar a casa. É urgente, e necessária, uma moratória. Quem quiser armar-se em descobridor, que compre o seu próprio jeep!!! AAS

segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009

General Juan Esteban Verastegui, e se fosse para a reforma?

Photobucket

"S.E.Senhor
Adelino Mano Queta
Ministro dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação Internacional

B I S S A U

Bissau, 30 de Novembro de 2009

Excelência

Antes de lhe expor o assunto que me levou a dirigir-lhe esta carta queria lhe pedir desculpas por estar a tomar o seu tempo, mas infelizmente não vejo outra alternativa para resolver este problema de uma maneira justa e imparcial. Trabalhei na Missão da União Europeia para a Reforma do Sector de Segurança (EUSSR) de 26.052008 a 06.06.2009, data em que fui despedida pelo Chefe da Missão General Juan Esteban Verastegui, verbalmente, sem aviso prévio e sem indemnização. Para uma melhor compreensão da situação, vou passar a expor os acontecimentos de uma forma detalhada:

A 26 de Maio de 2008, assinei com a Missão (EUSSR) um contrato com a duração de 1 ano, estando os três primeiros meses à experiência, ao fim dos quais fui admitida definitivamente pelo período acima mencionado, como Assistente/Secretária do Chefe da Missão.

Um mês antes do término do contrato, O Sr. Chefe da Missão chamou todo o pessoal local que trabalha na Missão, para informar que esta iria ser prolongada pelo período de seis meses e que todos os contratos seriam prolongados por igual período, terminando a 30 de Novembro de 2009.

No dia 06 de Junho de 2009, fui chamada ao gabinete do Sr. Chefe da Missão, onde este me informou verbalmente, de que não iria prolongar o meu contrato, acrescentando que a Missão não era a Santa Casa da Misericórdia, que eu não tinha perfil para ser secretária dele, que o meu perfil era mais de recepcionista, que eu não sabia construir uma página Web, que não dominava a língua inglesa, (as línguas oficiais da Missão são o francês e o português) enfim! Uma série de desculpas para tentar camuflar as verdadeiras razões que levaram ao meu despedimento e o carácter ilegal do mesmo, e ao mesmo tempo tentando me humilhar e intimidar.

Saí de lá, como deve imaginar, chocada com tudo o que acabara de ouvir, e sobretudo com a atitude arrogante, intimidatória e prepotente do Sr. General. Ao fim de alguns dias, e após uma longa reflexão, resolvi procurar a orientação de um Advogado para fazer valer os meus direitos.

Num primeiro contacto, a minha Advogada dirigiu uma carta ao Sr. General, tentando chamar a sua atenção para a ilegalidade dos seus actos e pedindo o pagamento duma indemnização ou a minha reintegração, carta essa à qual o Sr. General não deu resposta até à presente data, adoptando mais uma vez a atitude arrogante e prepotente que lhe é peculiar.

Passados alguns dias após recepção desta carta, recebi uma chamada telefónica da parte do Sr. General pedindo que fosse falar com ele. Informei a minha Advogada, que se ofereceu para me acompanhar mas eu, na minha boa fé e pensando que o Sr. General tinha reconsiderado a sua decisão, resolvi comparecer ao encontro sozinha, e mais uma vez fui espezinhada por Sua Exª, que chegou ao ponto de me ameaçar, dizendo que se eu quisesse poderia voltar ao meu lugar,” mas que ficava desde já avisada que a minha vida não iria ser fácil “.

Em momento algum, o General demonstrou vontade e intenção de resolver pela via legal o processo de despedimento, nem instruiu a Administração nesse sentido. Mais uma vez a minha advogada tentou resolver esta questão a bem, enviando outra carta ao Sr. General, em resposta às ameaças que me foram feitas, e pedindo que, visto não haver condições para trabalhar num clima amigável e de respeito mútuo, me fosse paga a indemnização a que tenho direito.

Mais uma vez não houve qualquer resposta por parte do Sr. General, mas a resposta veio desta vez do Administrador da Missão que enviou uma funcionária a minha casa pedindo-me que fosse falar com ele, “em vez de o fazer por escrito,” numa atitude premeditada e de má-fé que os caracteriza. Mesmo assim, e sempre movida pela minha boa fé, resolvi comparecer ao encontro solicitado pelo Administrador da Missão, Senhor Matteo Bonfatti, que me fez a seguinte proposta:

- Assinar um contrato de três meses, em substituição da indemnização e;
- Assinar uma carta de despedimento.

Claro que recusei esta proposta, que considero duvidosa, e uma tentativa de camuflar as ilegalidades cometidas pelo Sr. General, que em vez de reparar os erros cometidos e acabar de vez com esta situação constrangedora, está a tentar manipulá-los a seu favor.

Não havendo nenhuma demonstração de boa vontade nem por parte do Sr. General nem da Administração da Missão na resolução deste assunto, o Processo passou para o Tribunal de Trabalho, que está a tentar uma conciliação entre as partes, mas até à data sem sucesso, porque o Sr. General continua a querer mascarar a sua atitude irreflectida, fazendo-me assinar através do seu Advogado, uma Carta/Acordo tentando ilibar-se mais uma vez dos erros por ele cometidos, numa redundância ao seu comportamento inicial.

É na perspectiva de que me seja feita Justiça, não só pelo despedimento sem justa causa mas também pelos danos morais e o desgaste que me foram infligidos durante todo este tempo, que peço a intervenção de Vossa Excelência, cujos bons ofícios são fundamentais na resolução deste caso, tendo em consideração o facto de ser o Ministério sob a sua ilustre direcção o veículo por excelência nas relações oficiais do nosso país com a Missão da União Europeia para a Reforma do Sector de Segurança.

Sem mais assunto de momento, e aguardando a melhor compreensão e amparo de Vossa Excelência, aproveito para apresentar-lhe, Senhor Ministro os melhores e mais respeitosos cumprimentos,


Marieta L.A.Ribeiro

 

C.C.: Ministro da Defesa Nacional
        Ministro da Função Pública e Trabalho
        Embaixador da Comissão de CEE

MINHA NOTA: O senhor general Verastegui ganha 18.000 euros por mês + despesas de representação. Tem 'conselheiros' que podem ser seus netos (só neste País à beira-lodo atolado se admite tamanha falta de respeito pelo Estado e pelas senhoras deste País...).

Hoje ha: bagre e general; Amanha havera: telélé

- Conselho de Ministros extraordinario analisa "Operaçao Bagre" e aconselha o ministro da Agricultura, Carlos Mussa Baldé a demitir-se, regressar ao parlamento e enfrentar os tribunais. Este caso esta a deixar nervoso varios membros do Governo.
No entanto, Bala Mussa prefere ser demitido. Sr., Primeiro-Ministro, faça o favor...

- As empresas estatais Guinétel e Guiné Telecom serao os proximos convidados para um almoço no Ministério Publico. A Procuradoria-Geral da Republica recebeu mais denuncias anonimas, com muitas provas... No pintcha, para ka tem!!!

- Discriminaçao, insultos, faltas de respeito no estado-maior da Reforma do Sector da Defesa e Segurança... É ja a seguir. AAS

sexta-feira, 18 de Dezembro de 2009

Três boas noticias

- O aviao arrestado a favor do Estado vai ser vendido, revelou o 1 ministro Carlos Gomes Junior. E, como transportou droga, o dinheiro da sua venda - seguramente mais de 10 milhoes de dolares, revertera para construir centros de tratamento para toxicodependentes;

- Ex-ministro das Pescas Carlos Bala Mussa Baldé foi ouvido na Procuradoria-Geral da Republica;

- Eu estou a ter um quase esgotamento por aturar parvalhoes! Este Pais marca uma pessoa. Se marca... AAS

quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009

Ultima Hora: Hugo Nosolini fica detido preventivamente nos calabouços da PJ. AAS

Operação 'Bagre' mete tubarões na cadeia

Photobucket

- Cirilo Vieira foi ontem ouvido e viu-lhe decretada a mais dura das medidas de coacção: a prisão preventiva;

- Hugo Nosolini e Malal Sané continuam a ser ouvidos hoje, e tudo indica que terao o mesmo destino: a cadeia;

- Ontem, Malal Sané acusou o ex-ministro das Pescas do Governo de 'Nino' Vieira, Armando Ramos, de lhe mandar 'pedir a uma empresa de pescas 50.000 euros para financiar a campanha do PAIGC". Resultado? Armando Ramos esta neste momento a ser ouvido na Procuradoria Geral da Republica;

- Bala Mussa Baldé, ex-ministro das Pescas, hoje com a pasta da Agricultura, sera ouvido amanha e pode ter o mesmo destino de Hugo Nosolini.

- Conselho de Ministros de amanha vai decidir pela suspensao de funçoes de todos os implicados.

Denuncias publicas levaram todos a agir:

Photobucket

- Dezenas de milhoes de dolares foram usados para construçao de casas e outros bens;

- PGR contratou ja uma empresa de auditoria para se apurar da verdadeira dimensao deste escandalo.

Esta operaçao nao tem paralelo na historia da Guiné-Bissau. Bem hajam!!!

NOTA: Toda a historia sobre os esquemas de corrupçao, amanha, no ditadura do consenso. Bo sinta bo sukuta! AAS

sábado, 12 de Dezembro de 2009

Macaria macabra

Fui fazer fotografias ao Hotel Palace,sobre a semana de negocios da CPLP. Estou devidamente credenciado, e estava entretido a fazer bonecos...quando, do nada, sinto alguém puxar-me pelo braço. Era a Macaria Barai: "pare de fotografar por um momento".
Aquilo caiu-me mal e reagi à maneira. "Parar porquê e por ordem de quem?", perguntei. Ela responde: "é que ja tiraste muitas".
Mas quem é mesmo a Macaria Barai para se meter no meu trabalho, falando de coisas que nao sabe?
A ignorancia, pelos vistos, toca até aqueles de quem nem supunhamos... AAS

Varela: 20 kilometros de estrada terraplanada. Vai ser em grande a época festiva. AAS

quarta-feira, 9 de Dezembro de 2009

Até qualquer dia, amigo Vasco

Photobucket

ONU alerta: o narcotráfico está a desestabilizar a Guiné-Bissau e outros países africanos

Aviões a jacto substituíram as antigas caravanas de camelos nas terras subsarianas, como o Mali e o Níger.

Por: Jorge Heitor

O Conselho de Segurança das Nações Unidas pediu esta semana maior cooperação internacional no combate ao narcotráfico, que está a ameaçar a paz em países como a Guiné-Bissau, a Libéria e a Serra Leoa. Perto de 60 toneladas de cocaína passam anualmente pela África Ocidental e 30 a 35 toneladas de heroína afegã pela África Oriental, transformando-se assim o continente num paraíso de redes criminosas, avisou o italiano Antonio Maria Costa, que dirige o Gabinete da ONU para Drogas e Crime (UNODC).

Os fluxos de cocaína sul-americana e de heroína afegã cruzam-se no Sahel, região subsariana que vai do Senegal e da Gâmbia até ao Mali, ao Níger e ao Chade, facilitando a vida a grupos como o ramo regional da rede terrorista al-Qaeda, disse Costa, durante o debate sobre os tráficos que estão a prejudicar a paz e a segurança.
A África já não serve só para o trânsito de tais produtos como para a sua produção e consumo, com a recente descoberta de sete laboratórios da República da Guiné (Conacri), para produção de drogas sintéticas, anfetaminas e cocaína cristalizada.

O Presidente da junta militar guineense, Moussa Dadis Camara, encontra-se hospitalizado em Marrocos, depois de há uma semana ter sido alvejado a tiro pelo antigo chefe da guarda presidencial, num exemplo das múltiplas turbulências a que estão sujeitos os países da África Ocidental. Quanto ao seu homólogo da Guiné-Bissau, Malam Bacai Sanhá, está actualmente hospitalizado no Senegal, por doença, aumentando assim os riscos de instabilidade nos dois países vizinhos, tidos como importantes pontos de passagem de toda a droga que da América Latina é encaminhada para a Europa.

A heroína e a cocaína são hoje em dia “uma espécie de nova moeda” a sul do Sara, de Bissau ao Mali, ao Níger e ao Chade, explicou Costa, enquanto o secretário-geral Ban Ki-moon destacava que as redes do crime organizado cooperam muito mais entre si do que os governos. “No passado, o comércio que atravessava o Sara era feito por caravanas. Mas hoje é maior e mais rápido, como o testemunham os destroços de um Boeing 727 encontrados dia 2 de Novembro na região maliana de Gao, afectada pela rebelião e pelo terrorismo”, contou o italiano que dirige internacionalmente o combate ao narcotráfico.

Aquele aparelho servia para levar cocaína da Venezuela para o interior do continente africano, depois de sobrevoar a zona de instabilidade onde o sul do Senegal faz fronteira com a Guiné-Bissau, zona essa onde actua a guerrilha independentista de Casamansa, um dos múltiplos movimentos rebeldes a que a África tem de fazer face.
Uma parte do território guineense é constituído pelas 88 ilhas Bijagós, a começar pela Caravela, a Formosa e a Galinhas, onde lanchas rápidas e avionetas podem servir para toda a espécie de tráficos, dado a ausência de meios de fiscalização.

Por este andar, qualquer dia organizaremos os Jogos Olimpicos de Inverno... + Corpo do capitao Vasco sera hoje trasladado para Portugal. AAS

segunda-feira, 7 de Dezembro de 2009

sexta-feira, 4 de Dezembro de 2009

quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009

ÚLTIMA HORA: PRESIDENTE DA REPÚBLICA MALAM BACAI SANHÁ FOI HOJE EVACUADO PARA DAKAR. UMA MÁ-DISPOSIÇÃO SEGUIDO DE DESFALECIMENTO. POR PRECAUÇÃO. AAS

EXCLUSIVO MUNDIAL: O PETRÓLEO DA GUINÉ-BISSAU!

Em 2004, enquanto 1º Ministro, Carlos Gomes Júnior afiançava ao jornal Lusófono: "Durante o meu mandato a Guiné vai ter petróleo". Não o deixaram acabar o 1º´mandato, mas eis que Cadogo regressou ao poder e...cá está o prometido petróleo, descoberto pela empresa nordica 'Svenska'. Para nós, e para o mundo!

Photobucket

E o Aly esteve com o barril nas mãos...

Photobucket

quarta-feira, 2 de Dezembro de 2009

O Antonio Aly Silva esteve hoje na Procuradoria-Geral da Republica. E permanecera um tumulo. AAS

Um Oscar para o Presidente

Photobucket

Sempre critiquei, neste blogue, a postura e a actuação do ministro dos Recursos Naturais, Oscar Barbosa, vulgo Cancan enquanto porta-voz (não será disparate?) do Governa. A remodelação governamental tirou-lhe o pio, mas não a vontade de se imiscuir onde quiser. Agora, decidiu afrontar o Presidente da República, Malam Bacai Sanha, e, por tabela, o 1º Minsitro Carlos Gomes Júnior.

Um ministro, deve ter a postura própria de um governante; e um governante deve ser um exemplo para os seus colegas, e para o seu povo. Não é o caso. Cancan sente-se protegido, é estimado, e chega até a ser mimado. A história que segue não foi tirada, nem do livro “Alice no País das Maravilhas”, nem das fábulas dos nossos tetravôs.

ENREDO: Oscar Barbosa, Carlos Gomes Júnior e Botche Candé

Discutia-se a questão do Saara Ocidental. Se bem se lembram, houve (alguém quis que houvesse) uma quase-mancha na tomada de posse do Presidente da República eleito por sufrágio universal, MALAM BACAI SANHA. O Governo decidu, do alto dos seus indecifráveis, e duvidosos, critérios convidar o «Presidente» da ‘Republica’ Sahaaraoui Democrática para a tomada de posse. A Presidência da República não foi tida nem achada, e o protocolo de Estado alinhou.

Pois bem. Durante o calor da discussão sobre o reconhecimento de Marrocos, um Estado soberano e reconhecido pelas Nações Unidas, o ministro Oscar Barbosa, Cancan, terá confundido o PAIGC enquanto partido político com um Partido-Estado. E, para azar seu, simulou ali mesmo, nas presenças do 1º Ministro e do Ministro do Comércio Botche Candé, um telefonema para o PR Malam Bacai Sanha.

Cancan gesticulava e ditava sentenças. Distilava não se sabe bem o quê, e isso não são modos de falar com um Presidente da República. Não. Botche Candé, surpreendido e alarmado, correu a ver o PR: “Sr. Presidente, como é que permite que o ministro Cancan fale assim consigo?”. O PR, atónito, reage: “Falar assim comigo? Quem? O Cancan não falou comigo...”. e Botche relatou toda a simulação.

O PR fez o que lhe competia: chamou o 1º Ministro e ordenou-lhe que trouxesse Cancan ao seu gabinete. Nem que fosse arrastado! Este chegou e tremia por todos os lados. Quase chorou! A descasca foi à medida. E houve juros: O Presidente da República pediu já ao 1º Ministro a cabeça de Oscar Barbosa. E ainda bem. Aplauda-se. AAS

'Nino' Vieira - mês 9 + boas decisoes

... Faz hoje nove meses (9!!!) que o Presidente da Republica eleito Joao Bernardo Vieira 'Nino' foi assassinado na sua residência, na Rua de Angola, em Bissau. Nove meses de inoperancia dos sistemas judicial e judiciario guineense, nove meses de imobilismo da comunidade internacional. Nove meses de apatia geral. DESCUBRAM OS ASSASSINOS E OS MANDANTES DESTE CRIME BARBARO;

- O aviao que transportou a droga para Bissau sera ARRESTADO a favor do Estado da Guiné-Bissau;

- O cargueiro com combustivel, preso nas nossas aguas territoriais, também! Bem haja a quem tomou esta decisao de ESTADO!!! AAS

terça-feira, 1 de Dezembro de 2009

+ ANGOLA ... - DESENVOLVIMENTO e + SIDA

Eduardo dos Santos, o proprietario do maior terreno do mundo (Angola, milhoes de quilometros quadrados), esta a fazer finca-pé na revisao Constitucional.
Marcolino Moco, ex 1 Ministro, ex-Secretario-Geral do MPLA e antigo Secretario-Executivo da CPLP, tomou o Presidente de ponta: "A proposta do MPLA é uma mentira ao povo angolano. Os meus colegas juristas do MPLA nao podem dizer que acreditam que o projecto constitucional é bom. É uma mentira!" - bradou Marcolino Moco;

- As Naçoes Unidas revelaram hoje que a Guiné-Bissau, desde a sua independência, nunca atingiu 0,5 pontos (indicador minimo do indice). Estamos acima de nove paises, entre 183 passados a pente-fino;

- O Presidente da Africa do Sul, Jacob Zuma, que tem cerca de 30 mulheres, fez o teste do Sida; Silvio Berlusconi, que tem perto do dobro, é o senhor que se segue... AAS

Qual francês, qual carrapuça, quelle merde!!!

"Bom dia, Aly

Ha razao para gostarmos de ler, assim tanto, o seu blogue. Isso da lingua francesa nos nossos jornais perturbava-me ha muitos anos. Mais uma para congratular! Força, assim mesmo!!

Cumprimentos,
Inacio B."

NR - Inacio, és ca dos meus! Eu também gosto de ditadura!!! Abraço, Aly

TELEX: Morreu ontem ao fim da tarde, Rui Barreto, um historico do PAIGC. Que a sua alma descanse em paz. AAS

Um Pais de analfabetos, ainda assim de poliglotas

Mais de 80 por cento da populaçao da Guiné-Bissau é analfabeta, mas, olhando bem para as paginas dos nossos paupérrimos jornais, parece até que somos um pais de poliglotas.

Os culpados? O proprio Estado guineense, e, a ajudar à festa as Naçoes Unidas e a Uniao Europeia (o português é lingua de trabalhos nestes dois organismos), a CEDEAO, a UEMOA e mais uma mao cheia de organizaçoes alfabetizadas.

Lanço aqui um desafio aos orgaos de comunicaçao: qualquer anuncio em francês ou inglês deve ter traduçao em português, a lingua oficial da Guiné-Bissau.

Kim ki dê i ba rebenta! AAS